Notícias de toda natureza!

Contraprova de uma avaliação feita por uma diretora aliada ao governador Flávio Dino por pura perseguição

diretoraEu, Antonia Pereira, professora seletivada desde 2012, nesta Regional de Codó/MA, matrícula nº 2274736, exerço a função de professor contratado na Rede Estadual de Ensino do Maranhão há 4 anos, nunca tinha sido avaliada com tanta incoerência por parte de uma diretoria de escola  sem nem um preparo administrativo e pedagógico, pois a mesma nunca tinha administrado uma escola e que durante o ano de 2015, nunca buscou o diálogo entre os docentes e faltou com a verdade ao fazer essa avaliação, pois  fui neste ano mal avaliada pela diretora do C. E. Escola Francisco Gonçalves Magalhães em Coroatá, que faz parte da Regional de Educação de Codó.
A diretora em vários momentos da avaliação ela faltou com a verdade como se pode constatar no Quadro de Pontuação dos Itens de Avaliação do SIARH – Sistema Integrado de Administração de Recursos Humanos quando faz incoerências de respostas que a mesma atribuiu e mostra falta de preparo e de conhecimento com o professor que avaliou.
Na avaliação na Qualidade letra ‘C’ Assiduidade e Pontualidade na pergunta
1) item: Assiduidade e Pontualidade ela falta com a verdade, pois há uma incoerência muito grande como pode ser  constatado na avaliação que ela faz ao afirma com a pontuação 1(um), pois a mesma afirma na pontuação 2(dois) e diz que eu não sou pontual, e não permaneço no local te trabalho até o final do expediente, só lembrando se for olhar no horário de aula eu tenho 6º horários nas segundas-feiras e terças-feiras é só comprovar em ‘In-loco’, difícil é encontrar a diretora na escola esse horário, pois sempre vai embora muito antes do expediente terminar, sempre tenho chegado cedo na escola e permaneço a ter o fim do expediente, pois ela nunca estar na escola no primeiro horário mostrando que não chega cedo na escola. Se não estiver cedo na escola como pode avaliar pontualidade que tamanha incoerência, né.
Na pergunta 2) do item: Mantém bom relacionamento com os companheiros de trabalho e demais pessoas com as quais estabelece contado, mas uma vez ela faltou com a verdade, faz parte dos meus princípios religiosos e filosofia de vida me relacionar bem com as pessoas, pois sou evangélica, que tamanha falta de conhecimento mostrado nesta resposta onde ela atribuiu apenas 2(dois) pontos uma prova que ela não sabe de fato quem ela estar avaliando.
No instrumento de avaliação na pergunta 2) do item: Onde trás a seguinte pergunta: Compromisso Ético-profissional ela falta com a verdade, pois afirma que eu não sou ética e nem profissional uma professora que tem 18 anos no Magistério só na Regional de Codó irei fazer 5 anos, não for ética então não era para está tanto tempo no exercício do magistério. Eu sempre fui leal à instituição e sempre estimulei o fortalecimento do princípio democrático, tenho sempre incentivado a realização de ações coletiva, mas uma vez ela falta com a verdade ao pontuar a penas 1(um) ponto.
Todas às poucas vezes que tive que faltar na escola mandei avisar-me e comuniquei em tempo hábil sem prejudicar os colegas e nem o andamento dos horário de aulas.
Como ela pode dar 1(um) no quesito itém: Identifica os problemas ocorridos no seu ambiente de trabalho e comunica à gestão e à Supervisão, tenho buscado alertar quanto aos problemas identificados, mas a diretora não é competente ao ponto de resolver, pois sempre que é procurada foge do diálogo como uma pessoa se diz diretor de uma escola e não estar pronta para o diálogo. Aqui mais uma vez ela atribui 1(um) faltando com a verdade.
Sempre trabalhei com dados reais e pesquisa sérias e no item: Emite sugestão com base em dados (indicadores, taxas de rendimento, informações, pesquisas, etc) visando o aprimoramento da equipe de trabalho ela vem e me aplicar 1(um) na avaliação mostrando mais uma vez que de fato não conhece meu trabalho se não procura conhecer e mais uma vez falta com a verdade.
A diretora deveria ter sido mais ética e profissional ao fazer minha Avaliação de Desempenho, pois parece que estava chutando itens ‘mamãe mandou marcar esse daqui’ como se constata durante sua avaliação.
No Itém: Identifica os estudantes com dificuldades de aprendizagem, apresentando ações pedagógicas diversificadas na prática educativa. Isso é óbvio que o professor ao identificar logo começa um processo de ações para recuperar e é isso que tenho feito ela vem dizer que durante a ministração de aulas eu não faço a identificação de alunos com dificuldades, qual é esse professor que não conhece seu aluno, aqui mais uma vez ela falta com a verdade ao atribuir apenas 1(um) ponto.
E tenho diariamente buscado a cada dia me manter informada, atualizada, pois tenho procurado dentro do possível com as ferramentais que nos dispomos hoje manter-me bem atualizada e informada quer seja através de livros, jornais, Tv, rádio, internet, blogs, Site educacionais, obras literárias, etc. e ela mais uma vez falta com a verdade demonstrando de fato não ter conhecimento dos seus liderados, ou seja, dos professores que têm em sua escola e sem conhecimento é fácil atribuir 1(um). Aqui está aprova que avaliou no ‘mamãe mandou’.
Por isso eu não concordo com a avaliação feita pela diretora, como uma despreparada para o cargo pode avaliar alguém sem conhecimentos administrativos, sem conhecimentos pedagógicos, a diretora nem se quer passou na PROVA que lhe habitaria para o cargo de diretor/gestor de escola, pois a mesma não cumpriu os itens necessários   estabelecido pelo governador eleito Flávio Dino (PCdoB) em seu discurso de posse quando estabeleceu 17 Atos entre eles o item 8 que fala sobre Gestão escolar democrática (Decreto nº 30.619), que dispõe sobre o processo seletivo Democrático para as funções de gestão escolar das unidades de ensino da rede pública estadual. A medida permitiu a eleição direta para os cargos de diretores de escola. O decreto regulamenta os artigos 60 e 61 da Lei nº 9.860/2013 e ela se quer passou na prova que lhe habilitaria para diretor de escola.
Em relação à pontuação também não concordo, a diretora ao mim colocar na classificação de NÃO SATISFATÓRIA ela reafirma que a pontuação atribuída a mim é pessoal, pois ela se acha que foi desrespeitada pelo Diretor Francisco W. B. do Nascimento quando ela mesma colocou falta em mim em um dia pedágio e nesse dia eu estava fazendo o diário eletrônico em casa, pois a escola não dispõe desse recurso pedagógico aos professores e o professor/Diretor foi lá e apagou dizendo para ela que professor não pega falta em seu dia pedágio e afirmou para ela que o professor tem direito em até 3 faltas por mês sem prejuízo em seus proventos com isso ela resolveu se vingar durante a avaliação faltando com a verdade como pode ser constatado.
Bom e cem por centro só Deus, mas como evangélica e quanto professora tento fazer o meu máximo não estou aqui afirmando que sou 3(três) 100% ou 1(um) 0%, mas estou me esforçando não sou nota máxima, mas também não sou NÃO SATISFATÓRIA isso eu garanto que não sou.
Quando o estado de fato colocarem diretores preparados e comprometidos com a educação teremos uma educação de qualidade, melhor e sem perseguições pessoais aos professores.
acima foto da diretora perseguidora aliada do Flávio Dino: Maria do Carmo
Por Caio Hostilio
←  Anterior Proxima  → Inicio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O blog não se responsabiliza pelos comentários, são de única exclusividade dos autores, postantes..

Total de Visitas

ENTRE EM CONTATO COM A GENTE!

ENTRE EM CONTATO COM A GENTE!

Seguidores

Postagem em destaque

EDUCAÇÃO MUNICIPAL DE TUNTUM, SEGUINDO NO CAMINHO CERTO! VEJA FLASHES:

Durante todo o dia de ontem, segunda feira 11, foi realizado no prédio do Complexo Educacional Dr. Tema, através da Secretaria Municipal ...

Curta Minha Página

Blog Arquivo