Notícias

terça-feira, 2 de maio de 2017

IMAGEM FORTE! Homem com tornozeleira eletrônica na perna é retirado de carro e executado a tiros

Foto: O homem estava sendo monitorado com tornozeleira eletrônica
Tiros na cabeça e no peito encerraram a vida criminosa de um detento do regime semiaberto do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), executado por três homens, dentro de uma área de mata do Conjunto Águas Claras, bairro do Novo Aleixo, na Zona Norte de Manaus, nesta segunda-feira, quase no final da tarde.

De acordo com a polícia, o detento estava em liberdade condicional e usava tornozeleira eletrônica, quando foi retirado de dentro do porta-malas de um carro Gol preto, placa não anotada, arrastado para a mato e depois de ser colocado de joelhos, foi morto com ao menos cinco tiros de pistola calibre 380, segundo peritos que estiveram no local.

O crime teve características de “acerto de contas” e as primeiras informações obtidas depois do crime, segundo policiais da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), dão conta de que o detento assassinado cumpria pena por crime de tráfico de drogas e já estava no regime semiaberto do Complexo Penitenciário Anísio Jobim.

Depois da execução, os assassinos deixaram o local apressados. Moradores da área se aproximaram e constataram que o homem monitorado por tornozeleira eletrônica, com tatuagens nas costas e braços, estava morto. Um morador telefonou para a polícia informando o crime e quem primeiro chegou ao local foi uma guarnição da 18ª Companhia Interativa Comunitária.

Nesta terça-feira de manhã, depois do feriado do Dia do Trabalhador, 1º de maio, a equipe de investigação da DEHS ainda aguardava no Instituto Médico Legal (IML) o comparecimento de servidores da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) para fazer a identificação oficial do detento.

ATENÇÃO! IMAGEM FORTE!

 Fotos: Divulgação
Fonte: Portal do Zacarias 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O blog não se responsabiliza pelos comentários, são de única exclusividade dos autores, postantes..