Header Ads

Sem carisma, sem cacife, mas com a força da máquina, Márcio Jerry faz campanha política antecipada


Márcio Jerry em reunião política, em Barra do Corda: faltam carisma e cacife político, mas sobra poder
Release distribuído pela assessoria de imprensa do Diretório Estadual do PCdoB no Maranhão, na manhã desta segunda-feira (16), informa que o ex-secretário de Estado da Comunicação Social e Assuntos Políticos e pré-candidato a deputado federal, Márcio Jerry, visitou Barra do Corda e Presidente Dutra no último fim de semana, onde cumpriu extensa agenda. A viagem do comunista, favorito do governador Flávio Dino em toda e qualquer circunstância, nada mais foi do que mais uma etapa da campanha política antecipada que ele faz para tentar conquistar uma vaga na Câmara Federal.
Sem carisma junto ao povo e entre as lideranças e sem cacife político que legitime e viabilize seu projeto de chegar ao Congresso Nacional pelas vias normais, Jerry tem como único trunfo o poder que detém no momento. Comenta-se nos bastidores – e cada vez mais às claras – que o ex-secretário é nome certo entre os eleitos, em outubro próximo. Também pudera, na condição de segundo homem mais forte do governo comunista, mesmo tendo se desincompatibilizado do cargo para concorrer ao pleito, o ex-secretário contará com todo o apoio possível do Palácio dos Leões para sair vitorioso das urnas.
Provas da força descomunal de Márcio Jerry no grupo governista não faltam. Talvez, a mais inequívoca tenha sido o veto à pré-candidatura, também a deputado federal, do secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela. O titular da SSP almejava tanto a vaga de congressista que já vinha tocando seu plano com desenvoltura e plena convicção de que seria ungido pelos aliados. A articulação se dava a todo vapor, em reuniões de gabinete com líderes regionais e em visitas a municípios, até que veio o veto.
Vista como ameaça ao colega mais poderoso, a pretensão de Portela foi abortada pela cúpula comunista, certamente com a autorização de Flávio Dino. Pressionado a retirar-de do páreo, o secretário menos influente foi obrigado a publicar mensagem em redes sociais informando que desistia do sonho que tanto acalentou para continuar se dedicando ao governo. Uma humilhação que causou racha no governo, crise abafada para não expor a insatisfação interna com a supremacia de Jerry.
Voltando à viagem que Márcio Jerry fez no último fim de semana, o texto informa que ele “ouviu demandas, encontrou com lideranças de municípios da região e visitou obras e ações do Governo do Estado”. Isso mesmo, apesar de não integrar mais o secretariado comunista, o pré-candidato se apresenta ao povo do interior como representante da gestão, com o claro intuito de favorecer-se politicamente, atribuindo a si o mérito por benfeitorias bancadas pelo cofre estadual nas cidades.
A matéria que narra a presença de Márcio Jerry em Barra do Corda e Presidente Dutra é uma publicação sem sentido, despropositada, com abordagem que visa tão somente promover uma figura que nada fez de concreto pelos dois municípios, mas, ainda assim, tenta se beneficiar às custas de projetos executados.
Tudo com o aval de Flávio Dino, o que reforça a constatação de que a estratégia dos comunistas para continuar no poder está baseada, desde já, no abuso de poder político e econômico.
Por Daniel Matos(Blog  o Estado)

Nenhum comentário

O blog não se responsabiliza pelos comentários, são de única exclusividade dos autores, postantes..

Tecnologia do Blogger.