Notícias

segunda-feira, 23 de abril de 2018

Suspeito de roubar moto sofre tentativa de linchamento

Rapaz sofreu lesões e chegou a ser amarrado com cordas por populares. Ele foi conduzido até a Central de Flagrantes, mas liberado devido a greve da polícia.

Suspeito de roubar moto foi agredido e amarrado com cordas em Teresina (Foto: Gilcilene Araújo/G1 PI)
Suspeito de roubar moto foi agredido e amarrado com cordas em Teresina (Foto: Gilcilene Araújo/G1 PI)

m homem suspeito de roubar uma moto sofreu tentativa de linchamento na manhã deste domingo (21) no Parque Stael, na região da Santa Maria da Codipi, Zona Norte de Teresina. De acordo com a polícia, o rapaz sofreu algumas lesões pelo corpo e chegou a ser amarrado com cordas por populares.
"Ele teria roubado uma moto e os moradores do bairro reagiram com violência. Quando os policiais chegaram ao local, o acusado lesionado estava sentado e amarrado com cordas. Nós o conduzimos até a Central de Flagrantes, mas devido a greve dos policiais civis ele não foi autuado e liberado em seguida", contou o sargento Manoel, do 13º Batalhão da Polícia Militar.
Suspeito sofreu tentativa de linchamento ao roubar moto em Teresina (Foto: Gilcilene Araújo/G1 PI)
Suspeito sofreu tentativa de linchamento ao roubar moto em Teresina (Foto: Gilcilene Araújo/G1 PI)

Sobre a greve

Os policiais civis iniciaram uma greve por tempo indeterminado no dia 3 de abril, em reivindicação a falta de investimentos na área de segurança e reajuste de salários. Por conta do movimento, nos distritos policiais do Piauí estão sendo produzidos apenas boletins de ocorrência relacionados a crimes de homicídio, latrocínio, estupro e crimes contra crianças ou idosos. Desde então, a Delegacia Geral se tornou o único local que continuou registrando ocorrências de qualquer tipo em Teresina.
Segundo o presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Piauí (Sinpoljuspi), Constantino Júnior, os policiais reivindicam o cumprimento do acordo coletivo que teria sido assinado em 2015 pelo Governo do Estado, e que previa o pagamento de reajuste parcelado para os policiais nos anos de 2017 e 2018. A categoria tem ainda outras reivindicações relacionadas às condições de trabalho da Polícia Civil e à possibilidade dos delegados designarem os agentes para o cargo de escrivão, que a categoria é contra.(G1-PI)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O blog não se responsabiliza pelos comentários, são de única exclusividade dos autores, postantes..