segunda-feira, 26 de novembro de 2018

Vídeo: Brutal: Jovem filma momento em que esfaqueia e mata homem sentado na calçada

No celular do suspeito, os policiais encontraram um vídeo que ele próprio fez no momento em que atinge a vítima, que estava sentado na calçada, com vários golpes…



Josenilton foi assassinado a facadas enquanto estava sentado na calçada

Um jovem de 20 anos foi preso suspeito de matar, a facadas, um homem, de 53, em Aparecida de Goiânia, Região Metropolitana da capital. Luciano Lucas da Silva Bezerra foi detido na manhã deste domingo (25), em um terminal rodoviário, tentando fugir para Alagoas, seu estado natal. No celular dele, os policiais encontraram um vídeo que ele próprio fez no momento em que atinge Josenilton Pinheiro de Castro, que estava sentado na calçada, com vários golpes.

Suspeito foi preso em rodoviária quando tentava fugir para Alagoas

No aparelho, os agentes também encontraram áudios enviados por Luciano para um amigo falando sobre o crime. Em um deles, ele diz que “Agora vou dormir que nem um bebezinho, como se nada tivesse acontecido”.
Noutro, o suspeito se vangloria do crime: “Veio pagar de doido, meu velho, tá ligado? Paga de doido para cima de criminoso. Alagoano só mata de faca, tá ligado”.
De acordo com o delegado Vicente Stabile, que fez o flagrante no 4º DP de Aparecida de Goiânia, o suspeito não tem advogado. Em depoimento, ele confessou o crime, mas deveu versões controversas.
Nas imagens, é possível ver quando Josenilton está sentado na calçada e é atacado por Luciano. A vítima morreu no local. 
O delegado afirmou ainda que após o crime, o jovem foi até a casa da mãe, disse que havia matado um homem ao reagir a um assalto e pediu ajuda para viajar para Alagoas.
O tenente da PM Daniel Oliveira afirmou que a própria mãe do suspeito foi até a porta da rua e viu que quem havia morrido era um morador do setor. Neste instante, ela mesma ligou para a polícia.
A equipe da corporação seguiu até o local, conseguiu localizar Luciano e prendê-lo.
O suspeito foi atuado em flagrante por homicídio duplamente qualificado, por motivo torpe e por não dar chance de defesa à vítima. Se condenado, pode pegar até 30 anos de prisão.
G1
Via Itambé Agora