Mostrando postagens com marcador Governo. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Governo. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

PRESTAÇÃO DE CONTAS DE JAIR BOLSONARO E A MOLECAGEM DOS LIBERAIS

Imagem relacionada

Toda a grande imprensa, bem como alguns sites e blogs porta-vozes de determinadas correntes liberais, divulgaram a mentira segundo a qual Jair Bolsonaro teria utilizado recursos de auxílio-moradia de sua cota parlamentar, a despeito de possuir imóvel na capital federal. Nenhum desses veículos dignou-se a ouvir o que parlamentar teria a dizer a respeito do assunto, antes de publicar e disseminar a mentira e a contra-propaganda política disfarçadas de informação jornalística.

No início da tarde dessa terça-feira, o deputado Jair Bolsonaro divulgou em sua conta no twitter um relatório sumário com o total de devoluções de recursos efetuadas aos cofres públicos relativos à sua cota parlamentar. A reprodução do relatório encontra-se na imagem abaixo, e a publicação original pode ser vista nesse link aqui.

A leviandade e o comportamento infantil do ILISP

O site denominado ILISP, que reproduziu feito papagaio de pirata a mentira divulgada pela grande imprensa, optou pela molecagem e comportamento pueril após a divulgação dos valores devolvidos por parte de Jair Bolsonaro. O site simplesmenteafirmou que os valores divulgados são falsos, sem dar evidência alguma dessa suposta falsidade. 

E para completar seu comportamento leviano, o site fez uma montagem em cima dos dados divulgados por Jair Bolsonaro, inserindo totais de valores gastos sem dar qualquer explicação a seu próprio público a respeito da origem destes. A molecagem dos garotos liberais do ILISP pode ser vista nesse link aqui. 




Via https://criticanacional.com.br/2018/01/09/prestacao-de-contas-de-jair-bolsonaro-a-molecagem-dos-liberais-do-ilisp/

‘VÃO ELEGER BOLSONARO NO 1º TURNO’, DIZ PASTOR SILAS MALAFAIA SOBRE ATAQUES DA IMPRENSA

Resultado de imagem para bolsonaro malafaia

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo que levanta suspeitas de que o clã Bolsonaro obteve enriquecimento ilícito através da atividade política foi tema de um vídeo do pastor Silas Malafaia, que comentou a postura tendenciosa da imprensa brasileira.

Em defesa de Jair Bolsonaro (PSL-RJ), Malafaia contextualizou seu argumento afirmando que é “uma vergonha” a reportagem da Folha por “juntar o pai e os quatro filhos para tentar dar a ideia de grandeza” para o patrimônio dos envolvidos.

O pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC) também citou o caso em que ele mesmo foi alvo de ataques por parte da imprensa, como na ocasião em que a sucursal brasileira da revista norte-americana Forbes, especializada em grandes fortunas, o acusou de ser proprietário de um patrimônio de US$ 150 milhões.

Segundo Malafaia, “toda a imprensa” divulgou a versão da Forbes sem checar, e não deu ouvidos a ele quando foi à TV e mostrou sua declaração de Imposto de Renda. Na sequência, o pastor também lembrou que foi a “estrela” da Operação Timóteo, da Polícia Federal, em uma investigação de desvios de mais de R$ 70 milhões por ter recebido um cheque de R$ 100 mil de oferta de um dos envolvidos.

Depois de ilustrar os casos de parcialidade da imprensa, o pastor saiu em defesa do pré-candidato a presidente de forma mais enfática: “Bolsonaro é político há quase 30 anos ininterruptos. Quer dizer que ele não pode ter patrimônio? O próprio [Rodrigo] Janot, ex-procurador-geral da República, fizeram essa acusação contra o cara [Bolsonaro], ele mandou arquivar, não tem prova nenhuma”.

“Eu sou a favor de uma imprensa livre, mas não uma imprensa parcial”, pontuou Malafaia, acrescentando que “a maioria dos jornalistas têm tendências esquerdopatas”.

“Desse jeito a imprensa brasileira, que está com medo de Bolsonaro, vai acabar elegendo ele no primeiro turno”, apostou, fazendo referência ao fenômeno Donald Trump nos Estados Unidos, que foi atacado de forma enfática pela grande mídia e conquistou o posto de presidente na eleição em 2016, contra a ex-primeira-dama Hillary Clinton.





Via Gospel Mais
Libertar.in