sexta-feira, 21 de junho de 2019

BARBARIDADE! Mulher é morta ao levar doce e não salgado em festa junina no interior

BARBARIDADE! Mulher é morta ao levar doce e não salgado em festa junina no interior

Homem teria sacado revólver e atirado contra vítima. Desentendimento teria começado após Vanderleia ter levado alimento errado em evento


Vanderleia dos Santos foi morta em uma festa junina em Sete Barras, em SP

Vanderleia dos Santos foi morta em uma festa junina em Sete Barras, em SP

Reprodução Facebook
A dona de casa Vanderleia Inácio dos Santos, de 25 anos, foi morta por disparos de arma de fogo, no sábado (15), no bairro Laranjara, conhecido como Onça Parda, no município de Sete Barras, no interior de São Paulo.
O motivo do crime, segundo a polícia, teria sido ela ter levado um doce ao invés de um salgado em uma festa junina. 
De acordo com o boletim de ocorrência, o autor do crime é um encarregado de 47 anos que estava presente na festa.
Policiais militares foram acionados para atender a uma ocorrência de homicídio. Ao chegar ao local, os policiais foram informados de que a vítima havia se desentendido com o encarregador, que fugiu. 
Segundo uma testemunha, o desentendimento ocorreu em um bar, durante uma festa. O homem teria, então, sacado um revólver e efetuado disparos contra Vanderleia. Foram requisitados exames junto ao Instituto de Criminalística e Instituto Médico Legal. 
O caso foi registrado como homicídio qualificado na delegacia da cidade, que apura as circuntancias do fato. De acordo com a polícia, o autor do crime compareceu à delegacia para dar depoimento.
Os investigadores também informaram que não há informação se Vanderleia e o homem tinham algum tipo de desentendimento anterior. 
Fonte: R7

sábado, 1 de junho de 2019

Casal é preso após torturar e matar sobrinha de 6 anos e agredir mais 3 irmãos

Casal é preso após torturar e matar sobrinha de 6 anos e agredir mais 3 irmãos

Segundo a polícia, as crianças estavam morando com uma tia de 17 anos e o namorado dela

Um casal da cidade de Sousa, no Sertão paraibano acabou preso pela Polícia Civil de Planaltina de Goiás após investigação um caso de maus-tratos que pode ter causado a morte de uma menina  de 6 anos e deixado com vários ferimentos três irmãos dela. T
A menor de 17 anos foi aprendida e o homem de 19 anos foi preso na última quarta-feira (29).
Segundo o registro da PM, divulgado pela Polícia Civil, os militares se deslocaram para o local onde aconteceu o crime para prestar apoio a equipe do SAMU, que havia sido acionada para atender um chamado de que uma criança estava tendo um ataque convulsivo. No local, equipe do SAMU se deparou com uma criança já em óbito e com várias marcas pelo corpo, o que aparentava ter sido espancamento.
Fonte: https://www.diariodosertao.com.br/noticias/policial/417386/casal-sousense-e-preso-apos-torturar-e-matar-sobrinha-de-6-anos-e-agredir-mais-3-irmaos-em-goias.html?fbclid=IwAR3o7u9rBRI3dtghC_aC7Nl8fvmD6akxi-JyMQWnOGfXS0cfdxgROniAO78

HORROR! Menino de 9 anos é esquartejado pela própria mãe. VEJA:

HORROR! Menino de 9 anos é esquartejado pela própria mãe. VEJA:
Menino de 9 anos é esquartejado por mãe em Brasília
PCDF/ Divulgação

Rosana Auri da Silva Cândido, de 27 anos, foi presa em flagrante acusada de esquartejar  seu filho de 9 anos neste sábado (01) em Brasília (DF). Segundo o jornal Correio Brasiliense, a companheira dela, Kacyla Priscyla Santiago Damasceno Pessoa, também teria participado do crime.
Segundo o Conselho Tutelar, Rhuan Maycon da Silva Castro foi atingido por diversos golpes de faca enquanto dormia. Em seguida, as suspeitas colocaram alguns restos mortais em uma mala e jogaram em um bueiro.
Alguns jovens que jogavam futebol próximo ao local suspeitaram da atitude da mulher e avisaram aos policiais militares, que encontram na residência das suspeitas o restante do corpo do menino.
O delgado Guilherme Souza Melo disse ao Correio Brasiliense que a mãe afirmou em depoimento que “o menino era a fonte de todos os problemas”. “Ela o vinculava com o pai, que havia maltratado muito ela. Elas planejaram matá-lo para começar uma vida nova sem ele”, disse.//IstoÉ

sexta-feira, 24 de maio de 2019

Avó deixa neto de um ano morrer de fome e sede dentro da própria casa

A morte de um bebê de um ano e sete meses movimentou a cidade de Porecatu, a cerca de 80 quilômetros de Londrina, no Norte do Paraná, na madrugada do último sábado (18). Ele estava na casa da avó, Michele Penteado Rodrigues, bioquímica e farmacêutica, de 39 anos, que foi presa em flagrante autuada por crime homicídio qualificado. A criança teria morrido por falta de assistência e negligência da responsável.

A avó relatou à polícia civil que a criança foi dormir limpa na quinta-feira por volta das 22:30h, mas que somente por volta das 15h da sexta foi verificar o estado do menino e constatou que ele estava em óbito.

Segundo informações da polícia, o bebê não apresentava sinais de agressão, mas tinha uma grave ferida causada por assaduras nas costas. Na casa, de classe média alta, a criança foi encontrada em um ambiente repleto de lixo, sujeira, bebidas, cigarros e restos de comida apodrecendo em meio a larvas.

O menino estaria aos cuidados da avó desde o começo do mês. A mãe, uma jovem de 17 anos, teria se mudado para o Mato Grosso a trabalho. A mãe da criança relatou que não tinha uma boa relação com avó do bebê e teria ido tentar uma vida nova. Ainda segundo a jovem, ela teria sido expulsa de casa e voltaria nessa semana para buscar o filho para morar com ela.

O que já foi determinado pela perícia é a ausência de comida no estômago e líquidos na bexiga, e que ele já estava morto há mais de 24 horas quando foi encontrado pela polícia. “A causa da morte ainda é indeterminada, mas a polícia já sabe que foi em decorrência de omissão. De acordo com o médico legista, quando foi encontrado, o bebê já estava morto há pelo menos 24 horas. Ele fez observações e falou que bexiga da criança que estava desidratada”, afirma o delegado Elisandro Correia.

Em entrevista à TV Tarobá, o delegado afirmou que as imagens da casa não traduzem o ambiente, uma vez que não transmite o cheiro forte do local, e que acredita que o bebê estaria morto há algum tempo. “Pela nossa experiência, a gente deduz que esse corpo já estava no local de dois a quatro dias”, declarou.

A Polícia Civil vai investigar o caso e a responsabilização da mãe da criança será verificada.

terça-feira, 21 de maio de 2019

Idoso de 66 anos é resgatado após cair em poço com 13 metros de profundidade

Idoso de 66 anos é resgatado após cair em poço com 13 metros de profundidade
Um idoso de 66 anos foi resgatado por bombeiros militares, no final da manhã desta segunda-feira (20), após cair em um poço com aproximadamente 13 metros de profundidade, na cidade de Teixeira de Freitas, no sul da Bahia.
De acordo com o Corpo de Bombeiros Militar da Bahia, a vítima, que não teve a identidade divulgada, foi socorrida com auxílio de uma técnica de resgate em altura. Os bombeiros desceram até o final do poço para resgatar o idoso.
Conforme os bombeiros, o idoso ficou com algumas escoriações. A vítima foi entregue a uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que a levou para um hospital da região. Não há detalhes sobre o estado de saúde do homem e nem como ele caiu no poço.//G1

quarta-feira, 8 de maio de 2019

Crime bárbaro: Pai prende filha de 3 anos na cadeirinha e ateia fogo no veículo

Crime bárbaro: Pai prende filha de 3 anos na cadeirinha e ateia fogo no veículo

Um crime bárbaro deixou em choque a cidade de Nova York, Estados Unidos. Um pai colocou a filha dentro do carro, a prendeu na cadeirinha, trancou e ateou fogo no veículo. Segundo informações da polícia, Martin Pereira estava em uma disputa judicial pela guarda de Zoey Pereira com a mãe.
martin-pereira-zoey
Segundo testemunhas, o pai jogou gasolina e colocou um vasilhame com líquido inflamável no banco de trás. A polícia ainda investiga se ele também tentou se matar, pois, uma pessoa viu o suspeito sair em chamas do carro e o ajudou com um cobertor.
Neste momento, os bombeiros chegaram e o pai fugiu. A equipe tirou a menina de dentro do carro, mas ela não resistiu às queimaduras e morreu no hospital. Martin foi encontrado em um parque só de cuecas tentando encontrar água para diminuir a dor. Em seguida, também foi encaminhado ao hospital.
0_Martin-Pereira-the-father-of-a-three-year-old-named-Zoey-who-was-burned-alive-in-a-car-with-its-doo2
Segundo o jornal NY Post, ele foi preso e está sob custódia da polícia enquanto se recupera. “Ele matou um bebê. Queimou ela viva. Isso não é um ser humano, é um animal. Covarde”, disse uma tia da menina à publicação.
Itambé Agora